¡BIENVENIDOS A RUNNICS!

Generic selectors
Coincidencias exactas
Busqueda en Titulo
Busqueda en contenido
Busqueda en Entradas
Busqueda en Paginas
2 Jul 2020
Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

7 Exercícios De Execução Para Executar Na Água

Autor: Dayexa
em Tênis de Corrida

Os corredores precisam de um estilo de vida que corresponda ao esporte que praticam. Somente dessa maneira eles podem ter um bom desempenho ao competir ou melhorar suas próprias marcas.

Nesse sentido, os atletas precisam descansar o tempo necessário para recuperar a energia do treinamento e estar prontos para as sessões seguintes. Ao mesmo tempo, eles exigem uma dieta que se ajuste às suas necessidades calóricas, para que possam desenvolver massa muscular e enfrentar os desafios da corrida.

Evidentemente, o treinamento desempenha um papel fundamental no estilo de vida dos corredores. Serve para condicionar o corpo e dar-lhe a força necessária para suportar as rotas mais exigentes. Porém, o treinamento não deve se limitar apenas à corrida e ao treinamento de força. Atualmente, existem muitas variantes mais dinâmicas e úteis para os corredores, que fornecem um benefício mais diversificado à aptidão física dos corredores.

Assim, uma boa opção são os exercícios para os corredores debaixo d’água. É um treinamento de impacto que é muito atraente devido aos diferentes benefícios que oferece, transcende o fato de fortalecer o corpo. Além disso, é divertido e útil evitar o treinamento quando você estiver de férias ou em uma piscina com motivos recreativos.

Benefícios de correr na água

Para os corredores, o exercício é uma maneira de condicionar as corridas. Portanto, os exercícios para corredores subaquáticos são muito eficazes por diferentes razões, têm muito potencial para serem explorados e já é parte essencial da rotina de muitos corredores. Dessa forma, os benefícios serão descritos mais detalhadamente para saber tudo o que eles têm a oferecer.

Combinação entre cardio e tonificação

Os exercícios para corredores subaquáticos têm a particularidade de combinar dois aspectos essenciais para a preparação de um corredor: treinamento cardiovascular e tonificação muscular. Em grande parte, uma de suas teclas está no modo como permite os dois exercícios simultaneamente.

Então, correr debaixo d’água tem a mesma intensidade que fazê-lo no asfalto. Porém, torna-se mais exigente porque a resistência à água força os músculos a exercer mais força para se mover. Desta forma, os músculos serão fortalecidos. Ao mesmo tempo, esse tipo de atividade física acelera a freqüência cardíaca, trabalhando assim no aspecto cardiovascular.

Baixo impacto nas articulações

Quando se trata de exercícios de corrida subaquática, um dos benefícios mais óbvios é a redução significativa do impacto nas articulações. Em outras palavras, ao correr no asfalto, áreas sensíveis podem ser expostas ao impacto a cada etapa. Sem dúvida, isso é praticamente eliminado ao correr debaixo d’água. Assim, você pode trabalhar no fortalecimento dessas áreas sem precisar submetê-las a um impacto perceptível.

Risco reduzido de doença cardíaca

De um modo geral, exercícios para corredores debaixo d’água são uma atividade aeróbica. Dessa maneira, esse aspecto é mantido em constante exercício e o sistema cardiovascular se torna menos propenso a sofrer de doenças cardíacas. Ao mesmo tempo, serve para regular a pressão sanguínea.

Melhoria na técnica de corrida

Um problema comum para os corredores é o pé defeituoso, é claro que isso afeta diretamente seu desempenho nas corridas. Agora, exercícios para corredores debaixo d’água são usados ​​para fazer o corpo se adaptar melhor à resistência à água. Tudo isso se traduz em um passo mais eficiente e uma postura ideal ao correr. Assim, os corredores podem melhorar seu desempenho quando se deslocam no asfalto.

Recuperação de lesões

Muitas vezes, os corredores sofrem lesões nas áreas mais sensíveis, como joelhos ou tendão de Aquiles. Portanto, os exercícios de corredor subaquático servem para se recuperar dessas lesões, pois é uma boa maneira de treinar novamente quando licenciado.

Como afirmado anteriormente, os exercícios aquáticos têm um impacto muito baixo nas articulações. Assim, eles podem ganhar força nessas áreas até retornar ao asfalto no ritmo usual.

Alguns exercícios para corredores debaixo d'água

Existem diferentes possibilidades ao treinar debaixo d’água. Nesse sentido, é conveniente fazer uma rotina com certos exercícios específicos para aumentar o efeito do treinamento, dependendo do que você está procurando. Nesse sentido, alguns exercícios úteis serão nomeados para executá-los debaixo d’água.

Skipping

Pular é um dos exercícios mais conhecidos para os corredores. Ele se concentra em melhorar a técnica de corrida e serve para ajudar a fortalecer os músculos. Então, você deve ter uma sincronia entre braços e pernas, o apoio é feito com o antepé e a idéia é erguer o joelho contra o braço que está sendo avançado.

Obviamente, as costas devem ser mantidas na vertical para serem eficazes. Em geral, existem três tipos de pulos. Antes de tudo, pular alto consiste em elevar os joelhos 90 graus, ou seja, um pouco acima do quadril. Segundo, saltos médios elevam os joelhos 60 graus ou até que o calcanhar da perna ascendente esteja no nível do joelho imóvel. Finalmente, o salto baixo é o que você deseja fazer para levantar os joelhos cerca de 45 graus.

Portanto, é um exercício muito útil para trabalhar a coordenação. Além disso, ele também trabalha para aumentar a força do joelho, além de aprender a usar os braços como ferramenta para ganhar impulso durante a corrida. Além disso, trabalha diferentes músculos do abdômen e da região lombar, em menor grau, alguns músculos da parte inferior e superior do corpo.

Em geral, este é um dos exercícios mais básicos realizados debaixo d’água, destacando-se por sua eficiência e facilidade.

Simule a corrida na água

Entre os exercícios para corredores debaixo d’água , um que está sempre presente é a corrida na água. Isso é para simular a corrida enquanto submersa no pool. Idealmente, esteja em uma área profunda onde o fundo da piscina não seja tocado. Além disso, pode ser útil usar um colete de flutuação, o que mantém o corredor estável na posição desejada.

Então, tendo todo o corpo submerso, exceto a cabeça, começa-se a simular a corrida. O mais conveniente é imitar da melhor maneira possível todos os movimentos que são feitos ao correr é asfalto, mas com o corpo levemente inclinado.

Em princípio, os corredores podem sentir que não estão tendo um treinamento eficaz devido ao constrangimento dos movimentos característicos dessas condições. No entanto, é uma prática que serve para melhorar o passo dos corredores, dar-lhes maior resistência e aumentar sua capacidade pulmonar.

Abdominais subaquáticos

Os exercícios para corredores debaixo d’água são muito variados. Obviamente, existem várias opções para trabalhar o abdômen, o que é essencial para o corredor. Portanto, as flexões de meio-fio são uma opção muito boa nesse caso.

É sobre apoiar os cotovelos na piscina e manter as pernas submersas. Em seguida, ambas as pernas são levantadas para o peito, enquanto mantêm os joelhos abaixo dos quadris. Assim, a área abdominal estará funcionando com eficiência, obviamente, a resistência à água tornará os músculos mais exigentes e os resultados serão mais eficazes.

Dumbbell Biceps

O fortalecimento é crucial para os corredores. Assim, ter um bíceps bem trabalhado é um ponto-chave para resistir mais à corrida e fazer o corpo suportar as demandas impostas. Portanto, um dos exercícios para corredores subaquáticos é o treino com halteres bíceps.

De um modo geral, não difere muito do que seria feito em superfícies normais, pois uma rotina completa pode ser feita como de costume. Nesse sentido, basta pegar um haltere em cada mão e gradualmente aumentá-lo com a flexão do cotovelo. Tudo isso, com um movimento lento para trabalhar a resistência.

Ao mesmo tempo, a área interna do bíceps pode ser trabalhada com um movimento contínuo, elevando os dois halteres até a altura dos ombros. De qualquer forma, você deve tentar levantá-los apenas com o esforço dos braços, ou seja, manter o corpo o mais estático possível. Assim, este exercício subaquático pode ser útil para atletas que procuram enfatizar seus bíceps.

Agachamentos

Fortalecer a parte inferior do corpo, em particular as pernas, é essencial para qualquer corredor. Por esse motivo, um dos exercícios para corredores debaixo d’água que geralmente ocupa o centro do palco são os agachamentos.

Novamente, este exercício não varia muito do que geralmente é feito em terra seca. Trata-se de ficar de pé, colocar força na área abdominal e começar a descer como de costume. Nesse sentido, deve-se tomar cuidado para não dobrar os joelhos em direção ao centro ao abaixar, pois aumenta o impacto sobre esses ligamentos, portanto, é mais conveniente mantê-los no centro.

Ao mesmo tempo, as mãos devem estar sempre na frente. Além disso, as costas devem ser mantidas na vertical, pois dobrá-las pode causar ferimentos na região lombar. Agora, este exercício se concentra em trabalhar toda a área inferior, incluindo as coxas e nádegas, ambas áreas-chave para o desempenho de um corredor. Em menor grau, trabalha com estabilidade, tornozelos e alguns músculos da região lombar.

Obviamente, fazê-lo debaixo d’água exige mais esforço a cada movimento. Dessa forma, o corpo pode se adaptar para suportar mais demandas e fornecer resultados mais eficientes em termos de resistência. Além disso, nessas condições, reduz o impacto que pode ter nos ligamentos mais sensíveis, como os joelhos. Certamente reduz a margem de erro em um exercício com essas características.

A bicicleta

A bicicleta é um dos exercícios mais clássicos quando se trata de exercícios de corredor subaquático. Trata-se de ficar em pé em uma das margens da piscina, descansando as costas na parede e os cotovelos na beira. Depois, estique as pernas e simule o movimento de pedalada típico do ciclismo, tudo isso, enquanto exerce força no abdômen para melhorar os resultados. Além disso, o requisito pode ser aumentado se as pernas forem puxadas e colocadas na água ao pedalar.

Dessa forma, você estará trabalhando na força da área inferior do corpo. Obviamente, isso tem um efeito claro nas panturrilhas, bem como nas coxas e no abdômen. Todas essas zonas são de vital importância para o desempenho de um corredor, independentemente do tipo de corrida que ele normalmente enfrenta. Além disso, tudo isso é feito sem exercer um impacto excessivo sobre os músculos enquanto exige mais resistência da água. No geral, é um excelente exercício.

De volta à calma na piscina

Agora, terminar a rotina de exercícios debaixo d’água deve ser feito como em qualquer outra sessão de treinamento. Ou seja, o final não pode ser abrupto, pelo contrário, o ritmo deve diminuir gradualmente até alcançar uma respiração calma.

Obviamente, exercícios para corredores debaixo de água sugerem enorme esforço físico que corresponde a tremores da respiração.

Portanto, existem diferentes maneiras de diminuir a velocidade após o término da rotina. Uma delas é começar a nadar com o ritmo correspondente e relaxar gradualmente. Assim, até chegar ao ponto em que você está pronto para flutuar e terminar de diminuir a sua frequência cardíaca.

Em geral, exercícios para corredores debaixo d’água são muito úteis para fortalecer os músculos, bem como para controlar a respiração e recuperar lesões.

ARTIGOS RELACIONADOS

Leave a Comment

Generic selectors
Coincidencias exactas
Busqueda en Titulo
Busqueda en contenido
Busqueda en Entradas
Busqueda en Paginas